Geral

Seis filmes saíram vencedores das mostras competitivas do Lobo Fest

, Author

Público escolheu melhores de cada sessão para nacionais e internacionais

Seis filmes, entre nacionais e internacionais, foram condecorados vencedores das Mostras Competitivas do 11º LoboFest – Festival Internacional de Filmes. Com foco no “cinema do presente” – linguagens e temas que estão pulsantes na contemporaneidade – a programação de filmes incluiu 128 produções de mais de 50 nacionalidades oriundas dos cinco continentes, exibidos em Brasília na Capelinha da Metropolitana e no Museu Vivo da Memória Candanga, no Núcleo Bandeirante. A escolha dos vencedores se deu por voto popular, ao fim de cada sessão.

Para a Mostra Competitiva de Curtas no Museu Vivo da Memória Candanga, os vencedores foram o curta “A Pedra”, de Luli Gerbase (RS), na categoria nacional, e “Memorável” de Bruno Collet, da França. Já para a Mostra Competitiva de Curtas da Capelinha da Metropolitana, na categoria nacional o vencedor foi o curta “Mucunã”, de Carol Correia (PE). Para a mostra internacional, Borboletas em Berlim, de Monica Manganelli, da Itália. Entre os filmes Curtíssimos, na categoria internacional, Fairy Tail, de Justin e Kristin Schaack (EUA), e o nacional Corkscream, de Felipe Barreto (RJ).

Em dezembro, o Lobo Fest promove o festival com exibições de filmes que entraram nas mostras competitivas desse ano, dessa vez com a participação do júri oficial. A exibição acontece no Cine Brasília no período de 18 a 21 de dezembro.

“O festival é um sucesso. Essa edição trabalhou com o escopo da história, da memória, das lembranças. Foi comovente apresentar este projeto nessa cidade, que tem uma história oral e lugares de memória vastas, e ainda mais nesses locais que são patrimônio da cidade. Agora o festival continua sua descentralização e vai para outro patrimônio da cidade, o Cine Brasília”, explica uma das curadoras e idealizadoras do evento, Josiane Osório.